Empresas dos Estados Unidos são processadas por não pagar horas paradas dos caminhoneiros

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Os Estados Unidos tem mais de 1,8 milhão de motoristas de caminhão que atravessam o país com as mais variadas cargas. Em geral, os salários são pagos por milhas rodadas e por entregas realizadas. Por lei, eles são limitados a trabalharem no máximo 70 horas a cada oito dias. Mas, como os salários não são pagos por hora trabalhada, esses motoristas não recebem horas extras.

Por isso, o Juiz Federal Timothy Brooks, do Arkansas, condenou a empresa PAM Transport por violar as leis trabalhistas dos EUA, conhecida como Fair Labor Standards Act. Os motoristas que não receberam pelo menos o valor do salário mínimo (US$ 7,25 por hora) por hora serão indenizados. Esse pagamento incluí também as horas de descanso e de espera em filas.

Em um processo em outubro de 2018, o Juiz Brooks já havia condenado a empresa ao pagamento do salário mínimo por 16 horas por dia para os caminhoneiros da empresa, que tem cerca de três mil motoristas em seu quadro de colaboradores.

O caso é considerado uma reviravolta na indústria de transportes dos Estados Unidos, pois os motoristas de milhares de empresas passam semanas na estrada, à disposição dos empregadores, passando horas em filas para carregar e descarregar e dormindo longe de casa, e não são remunerados por isso.

O caso foi julgado no estado do Arkansas, que tem leis trabalhistas mais rígidas que o restante dos Estados Unidos. Porém o caso abriu um precedente gigantesco em todo o país. Em dezembro, cerca de 10 mil caminhoneiros, funcionários da empresa Swift Transport, que tem a sexta maior frota de caminhões do país, entraram com um processo para o pagamento por horas trabalhadas.

Outras empresas já temem as consequências de processos massivos de caminhoneiros, e já buscam soluções fora dos tribunais. Esses processos estão sendo criados em um momento de extrema falta de motoristas profissionais nos Estados Unidos, onde as transportadoras investem cada vez mais em caminhões melhores, melhores bonificações para os motoristas e aumento de salários. Com informações de Business Insider.

Fonte: Blog do Caminhoneiro

 

Comments

comments

Categories: Dicas

Comentários fechados.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×